Clique aqui para fechar esta janela                                                                            Voltar a página anterior

ESTUDO DA FÍSICA

 

O SEU SITE DE ESTUDO NA NET

  SIMULADO ON-LINE  
TERMOLOGIA  
 
BOA SORTE

 

1. (Unifor-2000-1) Um estudante construiu uma escala de temperatura E atribuindo o valor 0o E à temperatura equivalente a 20o C e o valor  100o E à temperatura equivalente a 104o F. Quando um termômetro graduado na escala E indicar 25 o E, outro termômetro graduado na escala Fahrenheit indicará:
a) 85
b) 77
c) 70
d) 64
e) 60
 
 
2. (Unifor-2000-1) Um recipiente de vidro de capacidade 500 cm3 contém 200 cm3 de mercúrio, a 0o C. Verifica-se que, em qualquer temperatura, o volume da parte vazia é sempre o mesmo. Nessas condições, sendo g o coeficiente de dilatação volumétrica do mercúrio, o coeficiente de dilatação linear do vidro vale:
a) g / 6
b) g / 3
c)    g / 5
d) 2  g / 15
e) 15 / g
 
 
Instruções: Para responder às questões de números 3 e 4 utilize as informações abaixo. Uma certa massa de gás perfeito sofre uma transformação isobárica e sua temperatura varia de 293 K para 543 K.
 
 
 
3.  (Unifor-2000-1) A variação da temperatura do gás, nessa transformação, medida na escala Fahrenheit, foi de:
a) 250o
b) 273o
c) 300o
d) 385o
e) 450o
 
 
4. (Unifor-2000-1) Se o volume ocupado pelo gás à temperatura de 293 K era 2,0 litros, a 543 K o volume, em litros, vale:
a) 1,1
b) 2,0
c) 3,7    
d) 4,4
e) 9,0
 
 
5. (Unifor-2000-1) Uma certa massa de gás perfeito realiza a transformação ABC, representada no gráfico p × V abaixo.
Nessa transformação, é correto afirmar que o gás:
a) cedeu 5 . 103 J de trabalho ao ambiente.
b) cedeu 3 . 103 J de calor ao ambiente.
c) cedeu 2 . 103 J de trabalho ao ambiente.
d) recebeu 2 . 103 J de calor do ambiente.
e) recebeu 5 . 103 J de calor do ambiente.
 
 
6. (Unifor-2000-2) Uma escala de temperatura arbitrária X se relaciona com a escala Celsius de acordo com o gráfico abaixo. 
Na escala X as temperaturas de fusão do gelo e ebulição da água, sob pressão normal, valem, respectivamente,
a) - 40 e 60
b) -40 e 100
c)  40 e 120
d)  0 e 80
e) 0 e 100
 
 
7. (Unifor-2000-2) Considere três barras metálicas homogêneas A, B e C. O gráfico abaixo representa o comprimento das barras em função da temperatura.
Os coeficientes de dilatação linear das barras A, B e C valem respectivamente aA , aB e aC . A relação correta entre eles é:
a) aA  = aB  > aC   
b) aA  = aC  > aB  
c)  aA  > aB  > aC  
d)  aA < aB  < aC  
e) aA  < aC  < aB 
 
 
8. (Unifor-2000-2) Um calorímetro de capacidade térmica 11 cal/°C contém 20 g de gelo. O calor necessário para aquecer o sistema de 270 K a 300 K, em calorias, vale:
Dados: calor específico do gelo = 0,50 cal/g°C
calor específico da água =1,0 cal/g°C
calor latente de fusão do gelo =80 cal/g
a) 3,3 .102
b) 6,3 .102
c) 9,3 . 102   
d) 2,5 . 103 
e) 6,3 . 103
 
 
9. (Unifor-2000-2) Cinco mols de um gás perfeito ocupam um volume de 5 m3 sob pressão de 2,0 atmosferas e temperatura de 47°C. Sofrendo uma transformação isocórica até que a pressão passe a ser de 3,0 atmosferas, a nova temperatura do gás, em °C, vale:
a) 24,6 
b) 70,5
c) 207
d) 320 
e) 400
 
 
Instruções: Para responder às questões de números 10 e 11 utilize as informações que seguem. Uma certa massa de gás perfeito sofre a transformação ABC representada pelo gráfico p x V.  
10. (Unifor-2000-2)  O trabalho realizado na transformação ABC, em joules, foi de:
a) 1,0 .104
b) 3,0 .104    
c) 4,0 .104 
d) 9,0 .104    
e) 1,2 .105
 
 
11. (Unifor-2000-2) A relação correta entre as temperaturas absolutas TA , no estado inicial A, e TC , no estado final C, é: 
a) Tc  = 3 TA       
b) TC = TA     
c) TC = 2 TA 
d) TC = 3 TA 
e) TC = 6 TA 
 
 
12. (Unifor-1998-2) A escala Reamur de temperatura,  que hoje está em desuso,  adotava para o ponto de gelo 0°R e para o ponto de vapor 80°R.  A indicação que,  nessa escala,  corresponde a 86°F é:  
a) 16o R  
b) 20o R 
c) 24o R
d) 36o R 
e) 48o R
 
 
13. (Unifor-1998-2) O comprimento de uma barra de alumínio a 20,0°C é 100,0 cm.  Quando é aquecida a 100°C,  seu comprimento passa a ser 100,2 cm.  Nessas condições,  o coeficiente de dilatação linear médio do alumínio,  em °C-1,  vale:
a) 1,7 . 10-6     
b) 2,0 . 10-6    
c) 1,7 . 10-5     
d) 2,0 . 10-5    
e) 2,5 . 10-5    
 
 
14. (Unifor-1998-2) Um corpo de massa 250 g é aquecido por uma fonte de potência constante e igual a 200 cal/min.  O gráfico abaixo representa a variação da temperatura do corpo em função do tempo de aquecimento.
     
Nessas condições, o calor específico da substância que constitui o corpo, em cal/g°C, vale:
a) 0,1  
b) 0,2 
c)  0,5
d) 1,0 
e) 2,0

 
15. (Unifor-1998-2) Um recipiente indeformável contém 4,0 mols de um gás ideal, à temperatura de 27 °C,  que exerce uma pressão de 2 atmosferas.  Se o recipiente for aquecido a 127 °C, sem alteração de volume, para que a pressão continue a mesma o número de mols do gás que deve escapar do recipiente é:
a) 3,5   
b) 2,5 
c) 2,0 
d) 1,5 
e) 1,0 
 
 
16. (Unifor-1998-2) Em uma compressão adiabática de um gás perfeito,  seu volume diminui,  sua:
a) temperatura e sua pressão também diminuem. 
b) temperatura diminui e a pressão aumenta.
c) temperatura e sua pressão aumentam.
d) energia interna diminui e sua pressão aumenta. 
e) energia interna aumenta e sua pressão diminui. 
 
 
17. (Unifor-1999-1) Uma escala de temperatura arbitrária X está relacionada com a escala Celsius de acordo com o gráfico abaixo.
  
As temperaturas de fusão do gelo e ebulição da água, sob pressão normal, na escala X valem, respectivamente,
a) 100 e -100
b) 100 e 80 
c) 80 e 100 
d) 100 e 20 
e) 100 e 100 
 
 
18. (Unifor-1999-1) Uma fonte térmica fornece calor a 20 g de uma certa substância, inicialmente sólida, com uma potência constante de 200 cal/min. O gráfico da temperatura da substância em função do tempo está representado abaixo.

  

O calor latente de fusão da substância, em cal/g, vale:
a) 20   
b) 30 
c) 40 
d) 60 
e) 100 
 
 
19. (Unifor-1999-1) Um calorímetro de capacidade térmica desprezível contém água e gelo em equilíbrio térmico. Sabendo que a densidade da água é 1,0 g/cm3 e a do gelo 0,92 g/cm3, a quantidade de calor que se deve fornecer ao sistema para que o volume sofra uma redução de 1,0 cm3 é, em calorias, mais próximo de:
Dado: Calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g
a) 500 
b) 700 
c) 800 
d) 900   
e) 1000
 
 
20. (Unifor-1999-1) Uma dada massa  de gás perfeito  está contida  em  um recipiente de capacidade 12,0 L, sob pressão de 4,00 atm e temperatura de 27 ºC. Ao sofrer uma transformação isocórica sua pressão passa a 8,00 atm. Nesse novo estado a temperatura do gás, em ºC,vale:
a) 300
b) 327
c) 400 
d) 427 
e) 473 
 
 

RESULTADOS

Sua nota será:
Você acertou as questões:
Você errou as questões:

VERIFICAR GABARITO